Como Criar um Canal no YouTube em 5 Passos Simples

Compartilhe agora mesmo:

Como Criar um Canal no YouTube – Há uma boa razão para que o YouTube seja a principal plataforma de vídeo online, especialmente para as empresas.

É fácil de usar, permite a máxima exposição nos mecanismos de busca e o público está prontamente disponível.  De fato, o YouTube tem mais de um bilhão de usuários registrados, o que significa claramente uma ótima maneira de construir um negócio, maximizar o alcance e desenvolver uma marca excepcional.

Mas não temos que lhe falar sobre as incríveis possibilidades que a criação de um canal YouTube tem a oferecer.  É provável que você já saiba disso.  O que você talvez não saiba é exatamente como começar.

Como Criar um Canal no YouTube

Isto inclui coisas como:

  • Como escolher um tema para seu canal.
  • Como marcar efetivamente seu canal.
  • Como otimizar seu canal para uma exposição máxima.
  • Como escolher os melhores formatos de conteúdo para seu canal.
  • Como aumentar sua base de assinantes.

Bem, você não ficará mais se perguntando porque tudo isso é coberto por este relatório especial: YouTube em 5 Passos Simples. 

Nós o guiaremos por todos os elementos importantes para a criação de um canal vencedor.

Desde como criar seu canal para que ele seja projetado para atrair os assinantes mais fiéis, até como planejar e produzir o conteúdo da mais alta qualidade possível, nós temos cobertura para você.

Vamos começar!

Passo 1: Foco no canal

Como Criar um Canal no YouTube

Quando se trata de configurar sua conta no YouTube, há muitos tutoriais online que o guiarão através do processo de cadastramento real, por isso não vamos cobrir isso neste relatório.

Em vez disso, vamos dar o pontapé inicial falando sobre o que realmente importa:  O foco do seu canal.

A verdade é que lançar as bases para seu canal desde cedo é a chave de seu sucesso.  Na verdade, a única coisa que muitas vezes separa os canais de sucesso dos flops está no planejamento cuidadoso.

Primeiro, você quer ter certeza de ter decidido sobre um tópico principal para o seu canal.  A criação de um tema forte facilitará o crescimento de sua audiência.

E enquanto você não está preso a criar conteúdo para apenas um nicho, quando você está apenas começando é sempre melhor focar em um tópico específico em vez de tentar atender a múltiplos públicos.

Você pode escalar seu negócio mais tarde criando conteúdo adicional que atrairá outros segmentos do seu mercado.

A chave é criar um canal que seja focado e entregue conteúdo que seja relevante para um nicho principal.

Portanto, comece anotando idéias e notas sobre o tipo de conteúdo que você deseja criar. 

Pesquise seu mercado para entender melhor que tipo de informação eles estão procurando, que estilo de conteúdo e tom geral eles provavelmente serão atraídos e o que você pode fazer de diferente dos outros canais em seu mercado?

Muitas vezes, os canais mais bem sucedidos são criados com base em tópicos que lhe interessam pessoalmente e são apaixonados por eles.  E, é claro, você quer ligar seu conteúdo a seus produtos, websites ou blogs existentes.  

A idéia é criar uma marca sem costura onde você esteja visível em todas as principais plataformas, assim conectando seu canal no YouTube com um blog que oferece um componente baseado em texto, alcançará um público mais amplo e o ajudará a maximizar a exposição.

Se você não tem certeza sobre o que será o seu canal, você vai querer passar algum tempo descobrindo-o antes de ir mais longe.  Mais uma vez, isto volta a pesquisar seu mercado para que você possa encontrar áreas que estão carentes de conteúdo.

Satisfazer uma necessidade em seu nicho de mercado com conteúdo que é procurado mas não está amplamente disponível, será a maneira mais fácil de lançar seu canal com pouca necessidade de marketing.


Se você precisar de ajuda extra para criar um foco e tema, aqui estão alguns temas populares usados em muitos canais de sucesso no YouTube:

How-To/Tutorials/DYI:

Estes canais são sempre populares porque ensinam habilidades específicas. Quer seu canal forneça tutoriais para coisas como software, marketing, construção de websites ou ganhar dinheiro – OU – você cria um conteúdo baseado em melhorias em casa, design de interiores ou economia com renovações, este tipo de canal está sempre em demanda.

O melhor dos Clips:

Pense nestes vídeos como vídeos populares. Poderia incluir conteúdos como “Funniest Home Videos”, ou “Top 10 Spots de Férias”. As possibilidades são infinitas. Basta ter certeza de que você não está infringindo o conteúdo de ninguém e que tem o direito de incluir segmentos de vídeos.

Canais de viagem:

As pessoas estão sempre à procura de opiniões sobre lugares para férias e que tipo de atividades estão disponíveis nessas áreas.  Você pode facilmente monetizar um canal de viagens com patrocínios mais tarde, assim que seu público crescer.

Vídeos técnicos:

Sempre um tópico popular, os vídeos técnicos simplificam a tecnologia.  Você pode apresentar resenhas de produtos como computadores, dispositivos móveis e outros gadgets ou cobrir notícias técnicas.

Artesanato:

Estes canais cobrem tudo, desde a criação de artesanato, venda de artesanato e tudo o que está entre eles.  Muitos dos canais populares ensinam às pessoas como criar artesanato artesanal, mas há dezenas de canais em constante crescimento que mostram às pessoas como criar produtos de base digital para vender em sites como Etsy ou Shopify.

Há tantos outros temas de canais que são procurados e lucrativos, incluindo canais de jogos, canais no estilo podcast, vídeos de histórias, canais baseados em fitness e saúde, canais de culinária e até mesmo canais dedicados a expor fraudes on-line.

A idéia é pesquisar seu mercado, analisar os 10 principais canais do YouTube em seu nicho e criar um plano para seu canal antes mesmo de começar a criar conteúdo. Dessa forma, você terá um plano claro que o orientará com uma direção clara e um forte foco.

Em relação aos Nomes dos Canais:

Se você ainda não se decidiu por um nome para seu canal, você vai querer considerar isto com muito cuidado. Seu nome representa sua marca, seu negócio e diz aos potenciais assinantes o que esperar de seu canal.

Isto significa que você não quer escolher algo genérico ou vago que as pessoas não associarão instantaneamente a um tópico. 

Embora existam inúmeros exemplos de Vloggers bem-sucedidos que criaram um canal em seu nome pessoal, muitas vezes é muito mais fácil lançar um canal e conectar-se ao seu público alvo se você escolher um nome de canal que represente o tipo de conteúdo que você estará oferecendo. Em outras palavras, o seu tema.

Isto significa que você primeiro precisa garantir que você compreenda seu mercado e que tipo de conteúdo eles estariam interessados. 

Criar um canal de sucesso no YouTube requer um forte foco em formatos de conteúdo específicos.  Criar um canal aleatório que tente ser tudo para todos tornará difícil, se não impossível, construir uma marca reconhecida e se destacar.

Ao invés disso, você quer que seu conteúdo seja direcionado para um nicho principal.  Pelo menos quando você está apenas começando.

Novamente, embora você não esteja restrito a criar conteúdo em apenas um nicho, ao decidir focar a fase inicial de seu canal em um segmento de seu mercado, você será capaz de lançar mais rapidamente, crescer um seguimento mais fácil e solidificar sua marca.

Além disso, será mais fácil criar um plano de conteúdo e programação se você adotar uma abordagem focada no laser para lançar seu canal.

Dica: Você também quer ter certeza de que o nome que escolher tem um domínio disponível, ou um domínio estreitamente relacionado. Você vai querer registrar esse domínio com antecedência, antes mesmo de lançar seu canal.

Adquirir o domínio, bem como o nome de usuário em todas as plataformas populares de mídia social o ajudará a proteger seu negócio porque o coloca em controle total de sua marca.  Além do mais, é um ótimo lugar para vender o comerciante mais tarde!

VEJA TAMBÉM:

Passo 2: Criando uma estratégia de palavras-chave

Como Criar um Canal no YouTube

As palavras-chave ajudam as pessoas a encontrar seu canal.  Elas servem como sinais nos principais mecanismos de busca que conectarão seu público ao conteúdo que estão procurando.

Na verdade, apenas otimizando seu canal para que inclua palavras-chave relevantes e altamente direcionadas pode ser tudo que você precisa fazer para dirigir no trânsito, especialmente se seu conteúdo atende a um mercado faminto.

Isto significa que você vai querer adicionar palavras-chave relevantes na “Seção Sobre” de seu canal.

Fazendo isso, você poderá se classificar organicamente nos mecanismos de busca e certificar-se de que seu canal apareça quando alguém entrar com termos de busca diretamente na barra de busca do YouTube.

Tente encontrar 10-15 palavras-chave relevantes e de cauda longa que melhor descrevam seu conteúdo.

Você pode utilizá-los nas diferentes áreas de seu canal, assim como dentro da descrição de cada vídeo.

Você também vai querer otimizar suas descrições de vídeo para que elas estejam focadas tanto em seu público quanto nos mecanismos de busca. Isto significa que ao invés de escrever uma longa descrição para cada vídeo, concentre-se em incluir suas principais palavras-chave no início do texto, mas certifique-se de que elas sejam lidas sem problemas.

Você não quer dizer palavras-chave para onde um assinante lê sua descrição e isso não faz nenhum sentido para eles. 

Suas palavras-chave mais importantes devem sempre aparecer na primeira linha de sua descrição, caso contrário ela será truncada com um link “Show More”, mas novamente, certifique-se de que sua descrição não seja apenas uma série de palavras-chave – ela precisa fornecer ao seu público informações importantes sobre seu conteúdo.

Além disso, você também desejará incluir palavras-chave relevantes em seus títulos de vídeo, especialmente sua palavra-chave de foco (a palavra-chave principal que você espera que seja classificada). 

Mantenha seus títulos de vídeo curtos e focados no compromisso. Você quer que eles sejam empolgantes e que chamem imediatamente a atenção.

Aproveite sempre qualquer oportunidade para incluir palavras-chave em seu conteúdo. Além disso, varie as palavras-chave utilizadas para que você seja capaz de classificar uma variedade de frases-chave de cauda longa.

Aqui estão algumas maneiras de aproveitar as ferramentas de palavras-chave gratuitas do YouTube:

HyperSuggest: https://www.hypersuggest.com/

Há uma versão gratuita desta ferramenta de palavras-chave que lhe permitirá pesquisar por país enquanto fornece dados importantes, como o volume potencial de pesquisa.

WordTracker: https://www.wordtracker.com/

Esta ferramenta fornecerá volume de busca, concorrência geral e outras informações que o ajudarão a otimizar seu canal, tais como o número de vezes que as palavras-chave aparecem na âncora e no título dos canais populares do YouTube.

Esta ferramenta facilita a descoberta de palavras-chave relevantes e de alto tráfego, ao mesmo tempo em que permite a engenharia reversa de canais populares em seu nicho.

E finalmente, você vai querer criar uma lista secundária de palavras-chave que se concentre nas tags.

As tags funcionam exatamente da mesma forma que as palavras-chave e assim elas se tornarão uma parte muito importante de seu canal. 

Infelizmente, as tags não são exibidas por padrão nas descrições de vídeo, então você não será capaz de descobri-las apenas navegando em vídeos populares em seu nicho. No entanto, há um punhado de ferramentas gratuitas que irão resolver este problema.

Estas incluem:

TubeBuddy:
www.tubebuddy.com

Tags para o YouTube:
https://keywordtool.io/youtube

Uma vez instalados estes plugins Chrome, sempre que você visitar um canal do YouTube e olhar através da descrição, você poderá ver quais tags estão sendo usadas pelo criador.  Esta tática de espionagem é inestimável porque lhe mostrará exatamente o que os outros estão usando com sucesso. 

E embora as tags não sejam a única maneira de otimizar seus vídeos e seu canal em geral, elas são importantes quando se trata de sinalizar para o YouTube e para o Google sobre o que é seu vídeo. 

As tags também ajudarão a preencher seus vídeos na busca, bem como nas visualizações de vídeos relacionados.

Etapa 3: Domínio da marca

Como Criar um Canal no YouTube

Discutimos a importância de escolher um tema para o seu canal, mas agora é hora de conectar esse tema à sua marca.

Isto inclui a criação de obras de arte de canal de destaque.  Considere contratar um designer profissional para criar um logotipo, um banner e modelos de miniaturas que você possa reutilizar. 

Você encontrará designers qualificados em sites como https://www.Upwork.com e https://99designs.com

O que você está procurando fazer é destacar sua marca de todas as maneiras possíveis. Você deve escolher um esquema de cores ou estilo de design principal e aderir a ele. 

Procure sempre maneiras de incluir seu logotipo ou outro elemento identificador de marca em seus vídeos e outros conteúdos.  Quanto mais frequentemente as pessoas o virem, mais rapidamente começarão a reconhecê-lo.

Se você tem um grande slogan, você deve incluir isso em seu trabalho artístico. Se você produzir muitos vídeos (um novo vídeo a cada semana, ou a cada dois dias, por exemplo), então inclua isso em seu banner de canal para que as pessoas saibam o que esperar.

Lembre-se de que o YouTube pode ser visto em muitos dispositivos, desde um telefone inteligente até uma televisão. Em uma tela de televisão maior, a arte do canal aparecerá em segundo plano, por trás de seu conteúdo. Em um dispositivo de mesa ou móvel, a arte do canal aparece como um banner na parte superior do conteúdo.

Você também pode criar sua arte de canal a partir do zero se você estiver com um orçamento apertado usando um criador de imagem livre como o Canva. Esta ferramenta gratuita inclui modelos prontos para uso no YouTube que você pode personalizar de forma rápida e fácil para seu canal.

Link: https://www.Canva.com

Nota importante: Ao desenhar sua arte de canal, tenha em mente aquela “área segura” no centro do modelo. Essa é a área que será exibida em quase todos os dispositivos. Você quer manter seu texto e gráficos dentro dessa área.

Certifique-se de que qualquer informação importante como a URL de seu website, tagslines e imagens estejam dentro deste espaço para que apareçam no dispositivo e não sejam cortadas ou encobertas.

Outra coisa em que se deve pensar é no seu texto de ligação. O YouTube permite que você exiba links para seu canal – eles aparecem no canto inferior direito, na parte superior da arte de seu canal. Certifique-se de não ter texto, logotipos ou imagens importantes nessa área de seu trabalho artístico.

Dica Pro: Você também poderia criar um chapéu, caneca ou camiseta com seu logotipo do canal e incluí-lo em cada vídeo. Quanto mais você puder destacar sua marca em todo o seu conteúdo, melhor.

Mais tarde, conforme seu canal cresce em popularidade, você poderá vender estes itens a seus assinantes que queiram apoiar seu negócio.

É fácil criar um comerciante personalizado em locais como: https://www.printful.com ou https://www.RedBubble.com

Passo 4: Criação de conteúdo digno de ser compartilhado

Seu primeiro vídeo provavelmente não será tudo o que você esperava. Tudo bem – a prática faz a perfeição! Quanto mais você criar conteúdo, mais rápido e fácil será e a qualidade melhorará, assim como suas habilidades.

O que você quer fazer é praticar a criação e o upload de vídeos até que você esteja familiarizado e confortável com a forma como a plataforma funciona.

Assista a muitos vídeos em seu mercado e veja o que os proprietários de canais estão oferecendo. Preste atenção em seu formato e estrutura geral, juntamente com seu ritmo.  Tome muitas notas!

Depois, crie um cronograma de conteúdo e mantenha-se fiel a ele e carregue-os (você não precisa realmente publicar tudo o que você carrega). Quanto mais você praticar, melhor você se tornará, assim como qualquer outra habilidade que você aprendeu.

O processo de pós-produção também é muito importante, especialmente quando se trata de criar conteúdo envolvente, livre de atrasos e ritmos deficientes. 

O principal a se prestar atenção durante o processo de edição é remover quaisquer pausas desnecessárias, atrasos e garantir que você mantenha um ritmo constante para que seu conteúdo flua suavemente e mantenha a atenção de seus telespectadores.

Você também pode economizar muito dinheiro, aprendendo a editar seus próprios vídeos. Vloggers populares como Jake Paul e Felix Kjellberg usam o Adobe Premiere para editar seus vídeos. Você pagará pouco mais de $20 por mês para usá-lo, mas é muito intuitivo e vem com tudo o que você precisa para começar.

Você pode conferi-lo aqui:

https://www.adobe.com/creativecloud/plans.html

Se você quiser seguir o exemplo do popular vlogger Casey Neistat, você pode usar o aplicativo Final Cut Pro.

O Final Cut Pro é mais fácil de usar do que o Adobe Premiere e vem repleto de recursos úteis que o ajudarão a criar vídeos impressionantes. Ele também inclui ferramentas organizacionais excepcionais que facilitarão o planejamento de projetos.

Há também software de edição gratuito disponível, incluindo o iMovie que tem uma curva de aprendizado mínima e vem pré-instalado em sistemas operacionais baseados em Mac.

É uma ótima ferramenta para começar, e ajudará você a aprender o básico da edição de vídeo de forma rápida e fácil.

O YouTube não é uma plataforma difícil de aprender. Na verdade, sua popularidade se deve principalmente à facilidade de uso. Você pode carregar vídeos em diversos formatos e o YouTube os converte em Adobe Flash para você (isto lhe dá uma extensão de arquivo .FLV).

Fazendo isso, o YouTube pode reproduzir seus vídeos em seu flash player (que qualquer pessoa pode carregar gratuitamente e usar). 

Outro grande benefício disso é que você pode incorporar seu vídeo em um site apenas copiando o código HTML e colando-o em seu site. Isto permite que qualquer visitante do seu site assista ao vídeo em seu site usando o player do YouTube.

Desta forma, você não precisa hospedar os vídeos em seu próprio site e usar uma tonelada de largura de banda.

A largura de banda é a gama de freqüências de sinal que você precisa para transmitir dados pela Internet – e você tem que pagar pelo que usa. Deixe o YouTube carregar a carga de largura de banda para você!

Naturalmente, a maioria das pessoas provavelmente encontrará seu vídeo pesquisando no Google ou no YouTube por conteúdo relevante. A fim de ajudar a conectar os espectadores com os vídeos que eles estão procurando, o YouTube utiliza um algoritmo complexo que é composto de mais de um milhão de linhas de código.

Um dos principais fatores que eles usam para descobrir quais vídeos devem ser exibidos são os metadados dos vídeos.

Metadados é o título, descrição, miniatura e tags que você dá ao seu vídeo quando o carrega. Isso significa que você precisa ter certeza de que suas tags são relevantes para o conteúdo do vídeo (e que elas correspondem às palavras-chave que os telespectadores usariam para pesquisar seu conteúdo).

O YouTube também mede a qualidade do vídeo medindo o tempo em que ele está sendo assistido. Se muitos espectadores deixam o canal antes que seu vídeo termine, isto sugere que seu vídeo tinha um título (ou miniatura) enganoso, ou que não dava aos espectadores o que eles estavam procurando.

Se eles ficarem até o final, seu vídeo é provavelmente apropriado para os termos de busca utilizados, e ele receberá uma classificação mais alta do que os vídeos deixados inacabados.

Dicas: Passe algum tempo assistindo vídeos de seus canais favoritos, especialmente de criadores em seu nicho. 

Preste atenção ao seu estilo geral, como eles criam transições, qual é o seu ritmo e estilo de marca.

  • Que tipo de voz e tom eles tomam quando criam vídeos?
  • Eles criam conteúdo de vídeo do tipo head-talker com mais freqüência do que outros formatos?

Tome nota!  Já mencionamos isto, mas é importante, especialmente quando você está fazendo pesquisa de mercado a fim de criar um plano para seu próprio canal.  Você vai querer refletir sobre isso mais tarde.

E, finalmente, dê a si mesmo a liberdade de cometer erros. Você aprenderá muito ao longo do processo e o tipo de conteúdo de vídeo que você criar hoje provavelmente será muito diferente do que você criar daqui a um ano, quando você tiver o tempo e a experiência necessários. 

O importante é permanecer consistente, seguir um cronograma de conteúdo no qual seus assinantes passem a confiar e permanecer fiéis à sua marca.

Passo 5: Construa sua base de assinantes

Quando se trata de aumentar uma audiência, há algumas coisas fáceis que você pode fazer para dar ao seu canal a melhor chance de ser bem sucedido.

Primeiro, você vai querer trabalhar consistentemente na criação de um backend forte. Isto significa que quanto mais conteúdo de vídeo você puder publicar, melhor. 

Fornecer aos assinantes uma tonelada de conteúdo para consumo os manterá em seu canal por mais tempo e trabalhará para facilitar o processo de conversão de um visitante em um assinante fiel.

Portanto, trabalhe na construção de sua biblioteca de conteúdo.  É por isso que a criação de uma programação de conteúdo é tão importante. Decida se você planeja criar um vídeo por semana, a cada duas semanas ou uma vez por mês – a escolha é sua. 

Mas tenha em mente que quando você estiver nos estágios iniciais de criação de um canal, você precisará colocar mais tempo e energia para criar mais conteúdo só para que seu público tenha o suficiente para se engajar.

Portanto, considere passar algumas semanas (talvez até meses) criando conteúdo para seu canal antes de publicar.  Dessa forma, você pode fornecer o suficiente para manter as pessoas engajadas.

Dica: Os assinantes preferem canais que forneçam conteúdo novo e fresco regularmente. Você pode se preparar para o sucesso a longo prazo sem ficar sobrecarregado com a criação de conteúdo em lotes e depois armazená-lo em estoque para lançamento futuro. 

Dessa forma, você pode fazer intervalos entre elas para recarregar enquanto ainda tem conteúdo novo para carregar.

Você também deve incluir uma chamada direta para ação tanto em seu próprio conteúdo de vídeo quanto na descrição. Não tenha medo de pedir aos telespectadores para se inscreverem, como e ligar as notificações para seu canal. Nem todos entenderão como funciona o YouTube, então lembre-os de que precisam se inscrever para serem notificados quando novos conteúdos estiverem disponíveis.

Além disso, as pessoas gostam de apoiar novos canais, então se você pedir diretamente às pessoas para assinar, comentar e gostar de seu vídeo, porque isso ajuda seu canal a crescer, é provável que eles o façam!

Você também pode terminar seu vídeo com uma pergunta ou pedido de feedback. Isto encorajará as pessoas a deixar comentários que sinalizarão para o YouTube que seu canal está crescendo e que deve ser mostrado com mais freqüência. Quanto mais atividade um canal tiver, mais frequentemente ele aparecerá nos resultados da busca.

Você também pode organizar o conteúdo de seu canal a fim de ajudar as pessoas a encontrar o que estão procurando. Considere a possibilidade de criar arranjos de estilo de lista de reprodução que organizem seu conteúdo com base no tópico ou estilo. Seus assinantes vão gostar e é provável que eles tenham muito mais conteúdo se passarem por listas de reprodução de vídeo.

Você também deve estar atento a formas de fazer contatos e promoções cruzadas com outros proprietários de canais.

Dê um grito a outro canal ou considere fornecer links em seu conteúdo de vídeo para outros canais. Isto o colocará no radar de canais estabelecidos que podem estar abertos a redes!

Da mesma forma, procure oportunidades para ser um convidado em canais relevantes.

Isto pode ser feito de algumas maneiras diferentes, inclusive colaborando em apenas um vídeo, dois vídeos separados que são unidos (onde você cria uma parte do vídeo e alguém cria outra parte dele), ou criando conteúdo exclusivamente para outro canal como uma forma de apresentar sua marca ao público deles enquanto dá ao criador conteúdo fresco para publicar.

Quando se trata de alcançar outros criadores de canais ao procurar possíveis colaborações, você pode se conectar facilmente com eles através de suas contas de mídia social, por e-mail, ou diretamente através de seus comentários em vídeo ou blog.

Basta ter cuidado ao se aproximar dos proprietários dos canais para que você esteja destacando o que há neles para eles (conteúdo gratuito, etc. ).

Além disso, você deve passar algum tempo envolvido com o conteúdo deles, seguindo seu canal e estudando o que é que eles fazem.

Dessa forma, quando você os alcança, você pode mostrar que está familiarizado com o conteúdo e a marca deles e explicar por que você acredita que uma colaboração seria mutuamente benéfica.

Conclusão

Criar um canal de sucesso no YouTube não é ciência de foguetes, mas requer tempo, compromisso e foco.  Nos primeiros meses, você provavelmente estará criando mais conteúdo do que mais tarde, para construir seu inventário de backend e cultivar um seguimento rapidamente. 

Mais tarde, você poderá voltar mais facilmente e produzir menos vídeos com uma vida útil mais longa.

Portanto, crie um cronograma de conteúdo que você sinta que pode cumprir.  Condicione os assinantes a esperarem conteúdo em determinados horários a cada mês, pois isso os manterá de volta. 

Lembre-se, no YouTube, o tempo de observação é muito importante. Quanto mais tempo os novos espectadores permanecerem envolvidos com seu conteúdo, mais provável é que eles se tornem assinantes e quando se trata de retenção de espectadores, ao analisar os dados que o YouTube lhe fornece, você saberá com certeza que conteúdo está entre seus vídeos de melhor desempenho para que você possa criar mais deles!

Além disso, quanto mais tempo um espectador permanecer envolvido com seus vídeos, melhores serão as chances de interagir com eles – assinando, comentando e gostando de seu conteúdo.

É aqui que entram em jogo as listas de reprodução.  Ao segmentar seu conteúdo, especialmente depois de carregar uma grande quantidade, você será capaz de manter as pessoas coladas ao seu canal por mais tempo, pois elas consomem as diferentes listas de reprodução disponíveis. 

Finalmente, certifique-se de concentrar-se na otimização como parte de seu plano de negócios semanal. Você quer garantir que cada título inclua palavras-chave relevantes para aumentar a visibilidade.

Lembre-se de adicionar palavras-chave nas descrições em vídeo, evitando duplicatas! Faça o espaço valer a pena. 

E, finalmente, procure sempre maneiras de criar links (externos) fora do local. Uma das maneiras mais fáceis de fazer isso é sincronizando automaticamente seu canal YouTube com suas outras contas de mídia social, tais como twitter, Instagram e Facebook, por exemplo.

Dessa forma, toda vez que você publicar um novo conteúdo, ele aparecerá automaticamente em todos os seus perfis de mídia social. Estes sinais sociais são importantes quando se trata de maximizar a exposição e de fazer crescer com sucesso um canal.

Ao seu sucesso!

Recursos

Por fim, qqui estão links para alguns recursos que eu acredito que o ajudarão:

HyperSuggest:
>> https://www.hypersuggest.com

WordTracker
>> https://www.wordtracker.com

TubeBuddy:
>> https://www.tubebuddy.com

Canva (Create Channel Artwork):
>> https://www.Canva.com

Você vai gostar também: